jul 23

LA DOLCE VITA

Um dos modelos mais adorados e cobiçados da Fiat ao longo dos anos ganhou duas reinterpretações dignas da Barbie e que nos deixam a sonhar com longos passeios à beira-mar.

 

Em 1958, desenhado por Dante Giacosa, o Fiat 500 tornou-se a materialização de quatro rodas do espírito económico vivido em Itália no pós-guerra. Um pequeno pedaço de história, uma forma de mobilizar a nação e um reflexo automóvel do estilo italiano, o modelo é, ainda hoje, um dos mais reconhecidos em todo o mundo.

Do Cinquecento original nasceu uma variedade de outros modelos e derivados, incluindo Spiaggina, um ícone de estilo em nome próprio. Conhecido como Jolly nos restantes pontos do mundo, o carro de praia descapotável, sem portas e com bancos em vime, vendido a um preço que representava o dobro daquele do Fiat 500, não demorou a tornou-se um hit junto da elite europeia. Da Riviera France à costa de Itália, o Fiat 500 Spiaggina foi o carro de eleição de personalidades como a atriz Grace Kelly, o empresário italiano e acionista da Fiat Gianni Agnelli, o magnata Aristotle Onassis ou o ator Yul Brynner, ao mesmo tempo que ganhava protagonismo na Costa Oeste dos Estados Unidos da América, como o derradeiro carro de verão.

Hoje em dia, existem pouco menos de cem modelos que sobreviveram ao passar do tempo – e isso torna o mais recente lançamento da Fiat ainda mais especial. Como forma de assinalar o 60º aniversário do modelo produzido entre 1958 e 1965, a marca de automóveis italiana irá lançar uma nova edição especial e limitada, o 500 Spiaggina ’58. Para homenagear o ano de lançamento do veículo original, a Fiat irá produzir um número limitado de 1,958 exemplares inspirados nos detalhes mais característicos do Spiggania, onde o tom azulado de Volare Blue e o logo vintage da marca se unem a um design verdadeiramente moderno.

A homenagem ao 60º aniversário, contudo, não se deixa ficar pelo 500 Spiaggina ’58. Da visão de Lapo Elkann, presidente e diretor criativo da Garage Italia, um projeto fundado com o intuito de costumizar veículos já existentes, nasce uma segunda reinterpretação moderna do Jolly, criada em conjunto com a empresa italiana de automóveis Pininfarina. Tal como no automóvel original, o novo 500 Spiaggina da Garage Italia manteve os dois lugares e o teto descapotável, num modelo que combina os tons de azul Volare e branco Perla. A parte traseira do carro reserva o melhor  deste concept – quando aberto, o banco traseiro em couro revela um pequeno espaço Loungeem cortiça, perfeito para banhos de sol ou piqueniques.

Apaixonei-me por este carro quando era mais pequeno, e à medida que fui crescendo, senti-me cada vez mais determinado em trazer o modelo de volta“, disse em comunicado Lapo Elkann, neto de Gianni Agnelli e conhecido como o filho prodígio da Fiat. “Estou radiante com este relançamento, e espero que transmita os sonhos e os anos mágicos do boom económico do pós-guerra, mas também o modo como os italianos disfrutam a vida. Desde 2007, ano após ano, tenho vindo a personalizar 500 para mim, e a inauguração da Garage Italia é uma forma de conseguirmos desenhar uma variedade de versões únicas, que confirmam a versatilidade e a atratividade verdadeiramente contemporânea deste veículo, ainda hoje um dos mais adorados no mundo“, concluiu.

Apesar dos preços dos novos modelos Spiaggina ainda não terem sido anunciados, a única certeza que temos é que estas reinterpretações do carro de praia perfeito são os novos acessórios de quatro rodas must-have da estação quente.